Doces para Vender

Você está aí, sentada, com a mão na cabeça de preocupação com a tal da crise, não é? Bom, a uma altura dessas, você já aprendeu que mesmo em tempos ruins as pessoas não param de comer. Então, vamos mostrar uma lista com mais de 50 itens que você pode fazer a partir do conforto do seu lar para faturar um extra. Percebam que alguns itens são o mesmo produto, mas em apresentações diferentes.

Meu tipo de bombom/bala preferido, as balas de gelatina não são tão doces e agradam a todos. Além disso, você pode dar o sabor e formato que desejar.

 

Apesar de não serem muito comuns por aqui, os barks são feitos de uma base de chocolate (branco, ao leite, meio amargo, qualquer um) que leva literalmente qualquer coisa como cobertura: nozes, frutas secas, cereais, doces/bombons/balas, etc. São muito simples de fazer e dá para personalizar de vários jeitos. Existem até versões mais light usando iogurte como base (tipo um frozen yogurt) farrinhas doces ainda não são bem uma moda aqui no Brasil, mas são uma delícia. Elas tem uma base de bolo, chocolate ou biscoito e uma cobertura ou recheio cremoso.

Receitas: Quadradinhos de limão, Barrinha de morango com cream cheese

Já foi-se o tempo em que bem-casado era apenas visto em casamentos. Hoje, já podem ser encontrados em vários sabores e formatos.

Biscoitinhos fazem parte da nossa infância: casadinhos, sequilhos, monteiro lopes, etc. Quem nunca comprou um saquinho na rua para ir beliscando?

Serve como comida, presente e decoração. Os biscoitos decorados são um charme e estão limitados apenas pela sua criatividade.

Receitas: Glacê fluído (aqui do blog), Receita da massa de biscoito (também daqui), biscoito decorados, biscoito com glacê

Quem nunca se deliciou com um bolinho de chuva ou um lambe-dedo não sabe o que está perdendo. Tem gosto de infância e é impossível comer um só!

É um bolo com várias camadas de recheio em um pote. Como não pode dar certo? Não é à toa que eles estão em toda esquina hoje.

 

Bolo é bolo, né, gente? Não tem como errar. Todo mundo gosta de bolo e existe um número infinito de combinações de sabores possíveis.

Ocasiões mais festivas pedem um bolo decorado, não é mesmo? Não importa se é com pasta americana, glacê, chantilly ou até mesmo um naked cake, eles são essenciais.

O brittle é um tipo de doce caramelado com algo crocante, meio que parecido com o pé de moleque ou aquelas barrinhas de gergelim. Dá para usar qualquer noz disponível.

Não pense que brownie está destinado a ser somente chocolate. Você pode rechear com morango, chocolate branco, Nutella, variar o sabor da massa, etc.

Não confunda-os com os cake pops. Os cake balls são a fase inicial do cake pop. É bolo coberto com alguma cobertura como chocolate ou fondant. Seria quase um brigadeiro recheado com bolo. É um jeito de comer um bolo em uma mordida só. Perfeito!

Outro sobremesa que veio de fora e ganhou a boca dos brasileiros. A massa crocante de torta, o recheio de cream cheese e uma cobertura doce foram uma sobremesa equilibrada.

Ah, quem não gosta de chocolate? E chocolate recheado quem resiste? As trufas ganharam popularidade há alguns anos trás e vendem como água. Quer aprender a fazer? Vamos lá pro tutorial de trufas do Cozinha do Quintal!

Churros não é apenas doce de rua. Como o brigadeiro, ganhou variações de massa e de recheio.

Cocada é a cara do brasileiro, a gente encontra em todo lugar e já tem tanto sabor que é difícil optar por um só. Tem cocada comum, de forno, cremosa…

Os cone cakes são bolos dentro de casquinhas de sorvete. Servem geralmente de decoração em festas, mas são uma delícia e podem ser vendidos em qualquer ocasião.
Os cones trufados são aquelas casquinhas de sorvete cheias de chocolate e/outros recheios deliciosos.

Ah… os cookies. Eles ganharam uma variedade de sabores tão grande além do “gotas de chocolate” que ficam impossível imaginar um sabor só. O de aveia com passas é o meu preferido.

É cupcake, gente! Um bolo em miniatura, com recheio de cobertura. É fofo e não tem como não comer. É algo com o potencial de um bolo, mas para a gula individual.

Receitas: Sério? Tem mais do que eu possa contar aqui mesmo…

Quem nunca provou um destes na infância? Não importa o nome, agora eles voltaram com tudo e estão se “gourmetizando”. A vantagem é que dá para fazer um monte por vez.

Você já deve ter visto no supermercado aqueles doces de leite com ameixa, doce de abóbora cremoso. Em algumas regiões, tem o doce de japonês que é feito com as frutas bem picadinhas.

Não sei por aí, mas cresci com muita gente na família fazendo doces para vender. São feitos com a fruta inteira ou em pedaços, são baratos de fazer e duram por bastante tempo.

Festa não é festa sem docinho. É fato. Não importa se é olho de sogra, bicho de pé, brigadeiro. São simples de fazer e sucesso garantido.

Vi em um documentário sobre açúcar que as rosquinhas são tão viciantes por conta de proporção perfeita de gordura e açúcar na massa. Preciso dizer mais?

Para quem gosta da massa da empada, por que não tentar as empadas doces?

A massa folhada dá toda uma delicadeza a um croissant doce. E um pastel de belém, então?

O fudge é bem parecido com o brigadeiro, mas ele vai a geladeira. Você não vai se arrepender.

As maças do amor voltaram e estão também servindo de decoração em muitas mesas de festas.

São pequenos sanduíches deliciosos feitos com massa de amêndoas e recheio de buttercream. Delicados e de um sabor incrível.

Estes biscoitos de massa leve são uma delícia e é impossível de comer só um.

As versões mais simples e menos enfeitadas dos cupcakes são igualmente deliciosas.

Chocolate em uma forma maior? Tem como não gostar?

Desde o pão doce com creme de confeiteiro a língua de sogra, os pães doces não faltam em nenhuma padaria. É sinal de que vendem bem!

O pão de mel é tradição brasileira. Lá no Cozinha do Quintal também tem tutorial de pão de mel. Vamos lá aprender a ganhar dinheiro?

Nem só de pipoca salgada vivem as salas de cinema. A pipoca doce é preferida de muita gente.

Sobremesa preferida do brasileiro, o pudim tem as suas variações é bem fácil de ser feito.

Parecido com um bolo de pote só que em uma seringa bem grande. São ótimos para decoração de festas.

Não importa o nome ou o recheio (chocolate, doce de leite, goiabada, morango…), sempre que se passa na padaria, a gente pega um pro cafezinho do fim da tarde.

Além do rocambole simples, dá para vender o decorado e cobrar o diferencial do “design”, não é?

48Sobremesas cremosas

Brigadeirão, flans, pavê, delícia de abacaxi… são tantas sobremesas no cardápio do brasileiro. Que tal vender tudo isso em potinhos?

Quem disse que suspiro é somente para decorar? Já tem suspiro de todo sabor e até recheado!

Eu troco qualquer bolo por uma bela torta de maçã. A vantagem é que dá para fazer tortinhas individuais para venda.

Não confunda torta com bolo recheado. A massa crocante e o recheio cremoso fazem sucesso. Quem nunca comeu torta de limão whoopie pie é quase um biscoito recheado, mas a massa é mais leve, como se fosse um bolo.

Em cada um destes doces, é possível variar tanto na apresentação (tamanho e estilo) como nos sabores.